“Estão todos de braços cruzados à espera de poder beneficiar do IVA a 6%”

Back to Top